quinta-feira, agosto 08, 2013

alfazema...

 
 
Alfazema o cheiro lembras...
depois os olhos a dizerem tanto
os sentidos
o coração desalvorado
o toque dos lábios na pele, tempestades eletrizantes a caírem sobre nós
tu
eu
os dois, um único ser entrelaçado
a tua respiração ofegante
o ar no meu peito a não ser o preciso, a sufocar

o coração desalvorado, o peito pequeno para tanto sentir.

Eu a sentir-te

tu a sentir-me
a pele
a tua língua tímida a descobrir-me
eu a deixar que me desnudes a alma
eu a querer-te

tu a querer-me

desejo

os dois desejo

amor

é isso

ainda não te disse hoje

amo-te.

João marinheiro, inéditos 2013
fotografia de  Koert Michiels

1 comentário:

Crystal disse...

Intemporal! A tua escrita e tu!..

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape